O Natal da Bia

O Natal da Bia

25 fev 2014

Todos os anos quando chega setembro eu prometo que não vou trabalhar tanto em dezembro, que vou montar a árvore de Natal com calma e organizar as coisas para a ceia. Todo dezembro eu percebo que meu trabalho é praticamente um vício e sigo naquela loucura até a véspera. É um corre-corre sem fim, um monte de famílias para fotografar e material para entregar, mas quando paro para olhar e pensar a respeito eu sei que não poderia ser diferente, pelo menos não por enquanto.

Este ano fiz um ensaio que nunca tinha feito: fotografei a montagem do pinheiro na casa de uma família. Geralmente já fotografo quando o pinheiro está pronto e nunca poderia imaginar que acompanhar tudo pudesse ser tão divertido. Ver a pequenina querendo ajudar, se encantando com as bolas decoradas, tentando entender como o pinheiro tomou forma e colocando seus brinquedos como parte da decoração foi muito mais gostoso do que eu havia previsto. Eu já conheço a família da Beatriz desde antes dela nascer – conheci a Larissa e o Gustavo ainda na gravidez e neste dezembro ela completou um ano e oito meses. Já conheço a casa, conheço a família, a Bia não me estranha. Mas sentar no chão e acompanhar tudo tão perto foi como ouvir alguém contando uma história que passa de gerações. Parecia que era a primeira vez que os conhecia. Ouvi a Larissa contar de como seu pai era quem montava a árvore com as filhas, da folia da escolha do pinheiro e da vez em que o mesmo não foi bem preso e desmoronou depois de pronto. Eu senti o quanto ela deseja que a Bia tenha estas histórias de Natal pra contar o dia que tiver sua própria família. E me sinto imensamente grata por ter uma profissão que vai fazer parte desta história a ser contada, mesmo que daqui muitas décadas. Para eles esta época vai ser sempre celebrada como um momento de alegria e de contar as histórias das gerações anteriores e isto é muito lindo de vivenciar.

Natal é sempre uma época doce, um período em que todos se enchem de esperança e alegria. É um acreditar em algo que ninguém sabe exatamente como explicar, apenas se sabe como um sentimento, um gosto, um cheiro que se percebe por toda parte, uma lembrança distribuída nos mais diferentes sorrisos que nos encontram. Eu desejo que vocês todos tenham uma época de festas linda, com momentos para refletir e pensar sobre como anda a vida e o que podemos fazer de melhor, não só por nós mesmos, mas pelos outros. Que lembrança queremos deixar marcada na história de nossas famílias. O mundo precisa ser um lugar melhor para esta geração ainda tão pequena e podemos começar desde agora para que os próximos Natais sejam ainda mais alegres e festivos. Por muitas e muitas décadas.

PS: terminamos as fotos com uma ligação da Bia pro Papai Noel pra avisar que agora era só ele trazer os presentes. 😉

Um beijo grande.

 

151112 - Bia_Natal-2 151112 - Bia_Natal-4 151112 - Bia_Natal-7 151112 - Bia_Natal-17 151112 - Bia_Natal-18 151112 - Bia_Natal-23 151112 - Bia_Natal-28 151112 - Bia_Natal-30 151112 - Bia_Natal-38 151112 - Bia_Natal-41 151112 - Bia_Natal-45 151112 - Bia_Natal-48 151112 - Bia_Natal-49 151112 - Bia_Natal-52 151112 - Bia_Natal-58 151112 - Bia_Natal-61 151112 - Bia_Natal-62 151112 - Bia_Natal-66 151112 - Bia_Natal-77 151112 - Bia_Natal-81 151112 - Bia_Natal-86 151112 - Bia_Natal-88 151112 - Bia_Natal-91 151112 - Bia_Natal-99 151112 - Bia_Natal-112 151112 - Bia_Natal-113 151112 - Bia_Natal-122 151112 - Bia_Natal-128 151112 - Bia_Natal-129 151112 - Bia_Natal-146
Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter
Deixe seu comentário
  • 400
    caracteres restantes
* Nome, E-mail, Comentário são requeridos

1 comentário
Mariluce

27 de dezembro de 2015

Cada vez mais fã …. Parabéns pelo teu trabalho …pelo teu carinho e sensibilidade