Martin: um novo foco!

Martin: um novo foco!

25 fev 2014

Arquivo_001

 

Eu amo fotografia, amo crianças e amo o significado da gravidez. Obviamente por isso, investi na carreira de fotógrafa de famílias e tenho um portfólio bem amplo de gravidinhas e babies. O que nunca pensei é que, quando chegasse a minha vez, os registros seriam bem menos frequentes!

Mesmo convivendo com a maternidade há tanto tempo através das lentes, hoje me vejo em outra posição: a de quem não sabe o que está por vir no próximo minuto, e que quer agilizar tudo o que for possível, para dar à luz da forma mais tranquila que puder.

Nunca fui fã de selfies, acho tão mais legal ver o mundo a partir da perspectiva da pessoa do que vê-la simplesmente. Então hoje as fotos da barriga são praticamente todas feitas pelo papai, e é assim que estamos começando o que pode vir a ser o primeiro álbum do Martin. Nada de grandes produções, poses nem planejamentos. Será que em casa de ferreiro o espeto é mesmo de pau? Por ter uma rotina nada convencional, nós dois trabalhamos muito e nos vemos sempre ocupados e sem muito tempo livre para ficar pensando no que fazer.  Se é por isso ou não, não sei. A verdade é que estamos vivendo este momento com muito envolvimento, pois nosso filho participa de tudo desde a barriga: se agacha com a mamãe para conseguir o melhor ângulo, passa horas em frente ao computador no tratamento das imagens e, claro, tem seus momentos de estrela quando paramos para ajeitar o quarto à sua espera ou para chamar quem estiver por perto para vir sentir seus movimentos. Temos muitas dúvidas e acho que nenhuma palavra define melhor esta espera do que ansiedade: cada nova ecografia é uma ansiedade em saber se tudo vai bem.

É engraçado como alguém que ainda nem nasceu pode virar a vida da gente do avesso, mudar as nossas prioridades e se tornar no que nos motiva a querer ir mais além. Esperamos ansiosos pela sua chegada para poder contar todas as histórias e coisas engraçadas que aconteceram enquanto o esperávamos. Ficamos já imaginando que fotos tuas faremos, se conseguiremos deixar a câmera de lado em algum momento pelo medo de perder as expressões tão únicas de cada fase.

Filho amado, é uma alegria te carregar, te ajudar a se desenvolver e mal posso esperar para te fotografar nos momentos mais espontâneos. Que a nossa aventura comece!

 

 

Share this:
Share this page via Email Share this page via Stumble Upon Share this page via Digg this Share this page via Facebook Share this page via Twitter
Deixe seu comentário
  • 400
    caracteres restantes
* Nome, E-mail, Comentário são requeridos

5 comentários
Margrid

26 de julho de 2016

Nem preciso dizer que estou chorando, mais uma vez, ao ler o que escreves! Vovó curuja e derretida é assim! Beijos filha! Te amo!

Jú Herzog

26 de julho de 2016

ok, emocionei aqui, hehe louca pra conhecer esse pequeno!!

Lúcia

26 de julho de 2016

<3

Graziela

26 de julho de 2016

Oin. Amo mto! Super aventura! ❤❤

Raquel Bellotti

27 de julho de 2016

Gisa, que linda declaração!! O Martin encherá o peito de vocês de tanto amor e alegria que fará com que vocês extravasem esses sentimentos, também, por meio da arte de fotografar. Parabéns pela pessoa e profissional que és e parabéns ao pequeno Martin, que já tem uma mãe super coruja. Com carinho, Raquel.